CEFH

O Centro de Estudos Filosóficos e Humanísticos (CEFH) da Faculdade de Filosofia e Ciências Sociais da Universidade Católica Portuguesa foi constituído em 2007 como resultado da fusão de duas unidades de investigação, nomeadamente, o antigo Centro de Estudos Filosóficos e o Centro de Estudos Humanísticos. O CEFH pretende investigar, numa perspetiva multidisciplinar, a relação entre Pessoa e Sociedade nas suas dimensões filosófica e ética, linguística e comunicativa, cultural e literária, psicológica e educativa. A longa tradição da pesquisa filosófica e humanística filosófica da Faculdade de Filosofia, particularmente presente na Revista Portuguesa de Filosofia (fundada em 1945), a incorporação de novas áreas de pesquisa como Ciências Cognitivas e Psicologia e o perfil multidisciplinar caracterizam a posição da CEFH nas cenas nacionais e internacionais

As áreas temáticas do CEFH são a filosofia como área científica principal, a lingüística, os estudos literários e a psicologia. Reflectindo a sua natureza multidisciplinar e explorando de forma integrada e sistemática a relação entre Individuo e Sociedade, o Centro compreende quatro grupos de investigação (GI): GI1, “Fundamentos, racionalidade(s) e sociedade(s) contemporânea(s)”; GI2, “Linguagem, cognição e sociedade”; GI3, “Memória e diálogos literários “; e GI4, “Vias de desenvolvimento e contextos de vida “. A investigação centra-se em quatro aspetos fulcrais da relação do indivíduo com o mundo e os outros: (i) novas e diversas formas de impacto da Natureza sobre a racionalidade; (ii) o significado lingüístico como conceitualização corporificada e socioculturalmente situada; (iii) a memória cultural reinterpretada dialogicamente no texto literário; e  (iv) vias de desenvolvimento na saúde e na educação.

O GI1 está organizado em dois projetos de investigação: “O sagrado, racionalidade(s), comunidade(s)” e “Estética, artes e realização humana”. O primeiro projeto explora o tema da Natureza no seu sentido amplo e a interação de suas estruturas cósmicas, humanas e psicossociais, no contexto das mais recentes interpretações científicas, filosóficas e teológicas. O segundo projeto propõe formas de humanização através da expressão estética e artística, explorando o potencial da criação artística contemporânea e as suas extensões e interações com o pensamento e cultura(s) mais atuais.

O GI2 inclui dois projetos de investigação: “Significado linguístico e conceitualização: mente, experiência e variação”, no campo da Linguística, e “Comunicação, media e audiências”, na área das Ciências da Comunicação. O seu principal objetivo é investigar as estruturas lingüísticas do português e de outras línguas e os discursos políticos e publicitários dos media como manifestações de mecanismos cognitivos e processos de conceitualização socioculturalmente situados.

O objectivo fundamental do GI3 é promover estudos críticos no campo literário e cultural, à luz de uma perspetiva altamente inter-textual e comparativa, tomando como ponto de partida os clássicos greco-romanos, e como ponto de chegada os autores contemporâneos portugueses .

O GI4 visa o estudo do desenvolvimento humano, como um processo multi-linear e multidimensional que permite múltiplos caminhos individuais que influenciam e são influenciados pelos contextos de vida. Para sua implementação, são propostos dois projetos de pesquisa: “Saúde: fatores psicossociais e comportamentais” e “Educação e inclusão social”.

Os grupos de investigação adotam o princípio experiencialista interdisciplinar que postula que o pensamento humano é determinado também por nossa incorporação orgânica e por nossas experiências individuais, sociais, culturais e históricas. Para desenvolver esta visão integrada da mente-corpo-cultura-sociedade, os grupos utilizam uma metodologia empírica e hermenêutica, maximizando a contextualização.

A investigação interdisciplinar está focalizada em três clusters temáticos que interligam os grupos de investigação: (i) abordagens fenomenológicas, corporificadas e cognitivas à (inter)subjetividade; (ii) afetividade e emoções; e (iii) memória e mudança. Os conceitos transversais aos grupos incluem corporeização, situação, significado, emoção, memória, dinâmica, intersubjetividade, causalidade e criatividade.

O CEFH é financiado pela Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT).