EMOTIONS

Comparando a Concetualização e Expressão de Emoções no Português Europeu e no Português Brasileiro.

Projeto de investigação financiado pela Fundação Calouste Gulbenkian, 2016-2017
Coordenador: Augusto Soares da Silva

O projeto pretende investigar semelhanças e diferenças na conceptualização e na expressão linguística de emoções e sentimentos entre o português europeu e o português brasileiro. O ponto de partida da investigação é a ideia de que as emoções, embora se fundamentem em experiências corporais fisiológicas, são condicionadas e construídas pela cultura. Na perspetiva da Linguística Cognitiva, são exploradas as relações entre emoção, linguagem, cognição e cultura, procurando analisar como se correlacionam corpo humano e seus processos fisiológicos e fatores culturais e contextuais na conceptualização e expressão das emoções nas variedades europeia e brasileira do português.

São estudadas três dimensões da linguagem das emoções:
(i) diferenças de conceptualização entre as duas variedades nacionais do português;
(ii) função das categorias linguísticas nas experiências emocionais e impacto dos conceitos de emoção no português como língua pluricêntrica;
(iii) importância da compreensão do significado das emoções no desenvolvimento da inteligência emocional e na cognição social.

Utilizando métodos empíricos e quantitativos de análise de corpus e de experimentação, incluindo técnicas avançadas de análise multivariacional, são analisadas expressões lexicais, gramaticais e discursivas de emoções e identificados processos de conceptualização de emoções, como metáfora e metonímia, esquemas imagéticos e dinâmica de forças.